Sítio do Picapau Amarelo (2004) – O Pequeno Samurai: Parte 3

“O sequestro de Narizinho”

As pessoas não param de chegar do Japão ao Sítio do Picapau Amarelo… primeiro, conhecemos Takeshi-san, o perigoso e traiçoeiro guerreiro das sombras que se transforma no perverso kappa, um monstro do folclore japonês… felizmente, ele já foi desmascarado e ninguém mais acredita nele, como no começo; depois, conhecemos Tomiko, uma guerreira da luz que se transforma em fênix e é a guardiã da Espada do Sol Nascente; depois de Tomiko, conhecemos Akio-san, um novo samurai que aparece no Sítio de Dona Benta procurando por comida, e acaba ficando por ali quando descobre que o Pedrinho encontrou um anzol dourado, o que quer dizer que ele é “o escolhido para governar o Império do Sol Nascente” e, portanto, Akio-san precisa treiná-lo; por último, o Tio Barnabé encontrou Eiji, um pequeno samurai sem mestre que apareceu no poço do Sítio.

Eu estou AMANDO assistir “O Pequeno Samurai” novamente. A história é cheia de reviravoltas, muitos elementos, personagens interessantes e bem apresentados, e um tom muito mais sério e sombrio do que a maioria das histórias do “Sítio do Picapau Amarelo” – é muito interessante acompanhar o assustador Takeshi-san, porque ele não tem aquela veia cômica que normalmente acompanha os vilões do “Sítio”, e ele realmente parece bastante ameaçador… vide, por exemplo, quando ele sequestra a pobre Narizinho… foi de partir o coração ver o rostinho dela todo molhado por causa das lágrimas. O sofrimento e o medo são palpáveis nessas sequências, tornando tudo muito mais real e, portanto, muito mais interessante – pelo menos como adulto assistindo ao “Sítio do Picapau Amarelo”; suponho que algumas crianças devem ter ficado assustadas.

“A batalha entre as forças do bem e do mal está para acontecer e todos têm que estar preparados para a grande batalha”

Lá no começo da história, a Iara foi mordida pelo kappa, o que Emília gosta de chamar “o vampiro japonês” e, aparentemente, nada acontecera com ela – ela despertou pálida, sem se lembrar de muita coisa, mas ainda sendo ela mesma. Pelo menos até ela desmaiar novamente… assustada, a Iara do Espelho chama pelo Saci, e quem acaba ali na beira do riacho, fugindo de Akio-san, é o pequeno Eiji, que dá o veredito: “Ela foi atacada pelo kappa, o duende do rio”. Com a Maldição do Kappa fazendo efeito, a Iara do Espelho desaparece (afinal de contas, vampiros não têm reflexo), e Iara se transforma em uma “vampira”. Suas roupas se tornam pretas, ela ganha uma kappa, os olhos brancos, dentes afiados… e, agora, ela é a mais nova escrava de Takeshi-san e o exército das sombras… uma nova alma que ele tem sob seu poder e tem o total controle.

Iara está quase hipnotizada quando é chamada por Takeshi-san, chamando-o de “mestre”, e então entramos em uma nova, interessante e assustadora fase de “O Pequeno Samurai”. Takeshi-san está de roupas vermelhas, olhos pintados, e mais assustador do que nunca… ele precisa da ajuda de Iara para conseguir o anzol dourado, então ele decide sequestrar alguém para que o Pedrinho lhe entregue o anzol dourado sem lutar, e manda Iara ir até o Sítio de Dona Benta e capturar a Narizinho. A risada de Iara é macabra tanto quanto a de Takeshi-san, e ela entra facilmente no Sítio do Picapau Amarelo e leva a garota, sem que Emília ou Pedrinho possam fazer qualquer coisa… Pedrinho até tenta proteger a prima e aponta o bodoque para a Iara, mas a Iara tem um poder imenso sobre os homens, então ele fica abobado e não consegue fazer nada.

Foi triste ver Pedrinho e Emília abraçados, preocupados, indefesos.

Narizinho é feita prisioneira de Takeshi-san, e ela está assustada, naquele cenário escuro e macabro – “Nós vamos fazer uma pequena troca: o anzol de ouro pela sua vida. Uma troca justa, né?” Caroline Molinari entregou uma excelente atuação para o seu pequeno tamanho nessa sequência toda do sequestro, porque não é leve ou divertido como é quando as crianças são amarradas pela Cuca ou algo assim… é uma situação mais traumatizante mesmo na qual ela está com medo. Takeshi-san é perigoso, ameaçador, e ela está tão angustiada que ela está chorando. Como eu venho comentando, eu gosto muito de como “O Pequeno Samurai” se leva a sério, como o tom macabro é real e não se entrega a vilões cômicos escrachados, mas devo dizer que, naquela parte da Narizinho chorando, eu fiquei morrendo de dó dela… aquele rostinho todo molhado, que horror!

Pedrinho e Emília, enquanto isso, pensam no que podem fazer, e decidem pedir a ajuda de Tomiko, no arraial… Dona Joaninha é toda chata (como sempre), tentando impedi-los de entrar, mas Cecéu diz em que quarto ela está e Pedrinho, Emília e Zé correm para lá, para contar o que aconteceu, e Tomiko diz que “o Akio-san é de confiança e eles podem pedir a ajuda dele”. Enquanto isso, frente aos perigos apresentados, Akio-san voltou a forjar a espada, mesmo com a proibição de Dona Benta… quando ela descobre, então, ela diz que se ele insiste em fazer as coisas do seu jeito, ela precisa pedir que ele vá embora… segundo Dona Benta, ele está colocando os seus netos em perigo e ela não pode permitir isso. Assim, Akio-san termina no Arraial dos Tucanos, na pensão da insuportável da Dona Joaninha… e quando ele conversa com Tomiko sobre “um pote de ouro no fim do arco-íris”, o Seu Elias ouve e seus olhos crescem…

…ele conta para o Teodorico, Cecéu escuta…

…e conta para a Dona Joaninha.

OH, A CONFUSÃO!

Depois de a Iara ter sido bem-sucedida na primeira missão que Takeshi-san lhe atribuiu (pegar a Narizinho no Sítio do Picapau Amarelo), ele manda a Mãe d’Água Vampira até a caverna da Cuca para recuperar o seu leque mágico, que foi roubado pela jacaroa, e a Iara também consegue reaver o leque com tremenda facilidade, porque a Cuca é bem inocente… burrinha, para ser mais exato. Iara engana a Cuca usando a sua própria cobiça, porque a jacaroa está furiosa com o fato de não saber usar o leque mágico, então a Iara diz que “pode lhe mostrar como funciona”, mas pede que a Cuca a entregue… e ela o faz. Então, a nova vampira vai embora com o leque mágico do Takeshi-san, enquanto a Cuca tem um momento hilário em que fica andando pela caverna, gritando coisas como: “Volta, Iarinha. Eu já aprendi tudo! Volta!” Foi um máximo.

Mas medo do Takeshi-san de volta com seu leque.

Se ele já estava ASSUSTADOR mesmo sem ele…

No Sítio, Eiji também se curva perante o Pedrinho quando vê que ele está com o anzol dourado, dizendo que ele é o escolhido dos deuses e, portanto, o seu mestre. E o pequeno Eiji nos ajuda a entender um pouco mais sobre o anzol dourado: “O anzol que os deuses mortais fabricaram na Montanha do Alto Céu no começo do mundo e que estava perdido na Terra há mais de 200 anos. Será uma honra servi-lo, honorável mestre Pedrinho-san”. Cuca assiste a toda essa conversa pela sua bola de cristal e decide que, se foi forjado pelos deuses, o anzol deve ser muito poderoso e, se é poderoso, deve ser seu. Eiji está disposto a server o Pedrinho, mas tudo o que o Pedrinho quer é salvar a vida da prima e, por isso, acompanhado de Eiji, de Emília e do Zé Carijó, eles partem para o capoeirão, em busca de algum tipo de plano… algo que possam fazer pela Narizinho.

Eles são abordados, então, pela própria Iara, que traz um recado de Takeshi-san, com a sua proposta: o anzol dourado pela Narizinho, e o Pedrinho nem hesita – “Se é isso o que ele quer em troca da Narizinho…”. Eiji protesta, diz que ele não pode entregar o anzol dourado para um guerreiro das sombras (Pedrinho é a coisa MAIS FOFA DO MUNDO dizendo “Eu sinto muito, Eiji, mas a minha prima é mais importante que tudo no mundo”), e Emília diz que ela tem um plano para salvar a Narizinho sem entregar o anzol… falsificando um. Então, o pessoal do Sítio falsifica um anzol para entrar ao Takeshi-san que, em toda a sua ambição e loucura, acaba caindo na enganação barata e liberando Narizinho, que fica tão aliviado ao abraçar a Emília e o Pedrinho… mas a comemoração de Takeshi-san dura alguns segundos, então ele percebe que foi enganado – “Eles querem guerra? Pois agora é guerra!”

Então, ele invoca um exército de ninjas do mal, comandados pelo sanguinário Takeshi-san…

E eles vão atacar o Sítio do Picapau Amarelo!

 

Para mais postagens sobre o Sítio do Picapau Amarelo, clique aqui.

Ou visite nossa página: Cantinho de Luz

 

Comentários