Sítio do Picapau Amarelo (2003) – O Gran Circo Mefistofélico: Parte 5



De volta para a mala…
O ENCERRAMENTO DE UMA DAS MELHORES HISTÓRIAS NA TEMPORADA! “O Gran Circo Mefistofélico” é um marco na temporada 2003 do “Sítio do Picapau Amarelo” (tanto que é a única história reprisada no ano seguinte, quando o programa faz uma pausa das histórias inéditas durante as gravações em Portugal de “A Dama dos Pés de Cabra”), e chega ao fim de maneira inteligente, com uma excelente última semana… Mefisto e Medeia conseguiram trazer muitos personagens para o Circo, dentre animais do Sítio, o Saci Pererê e, eventualmente, até o Zumpilion! Por isso, o pessoal do Sítio está preocupado em salvar os seus amigos, mas acabam também sendo presos quando invadem a barraca do Mefisto, e toda a responsabilidade, como já era de se esperar, acaba caindo sobre Berloque, que precisa enfrentar os seus medos, recuperar o livro de magia do Mefisto e salvar o Circo.
E seus prisioneiros.
Pedrinho, Narizinho e Emília cometem um erro muito grave quando vão até o Gran Circo Mefistofélico atrás do Saci, do Quindim, do Conselheiro e do Rabicó, mas levam consigo o Zumpilion – porque é claro que o Mefisto estava de olho nele desde que descobrira que havia um extraterrestre no Sítio de Dona Benta. Eventualmente, tudo vira uma CONFUSÃO. Pedrinho invade a barraca de Medeia e consegue pegar a garrafa com o Saci dentro, e foge jogando pó de mico na Medeia, mas ele ainda está sem sua carapuça, o que quer dizer que ele continua sendo um escravo da malvada. No meio da confusão, antes de eles conseguirem fugir do Circo, Mefisto consegue prender os animais de volta e, além deles, também o Zumpilion. Medeia, por sua vez, consegue recuperar o Saci. Para completar, Pedrinho, Narizinho e Emília são presos na caixinha de música.
É UM MOMENTO TÃO CLÁSSICO DESSA HISTÓRIA!
Dessa vez, no entanto, o plano de Emília de derrubar a caixinha não funciona, porque a caixinha está fechada com o livro de magia sobre ela, além de uma estátua enfeitiçada que o Mefisto colocou ali para proteger “seu” livro e seus prisioneiros. Eles só poderão sair se alguém os tirar de lá. Zé Carijó volta ao Sítio para avisar a todos, e então eles montam uma comissão de resgate, formada pelo próprio Zé, o Tio Barnabé, a Dona Benta, a Tia Nastácia, o Visconde de Sabugosa e o Berloque. Naturalmente, Mefisto nega que as crianças estejam lá, quando eles chegam, mas eles reviram o circo em busca das crianças… o que é uma cena meio forçada, porque eles procuram e procuram, até decidirem que as crianças não estão ali, mas ninguém parece se lembrar de procurar na caixinha de música – e pensar que tanto o Berloque quanto o Visconde já estiveram presos lá dentro.
Eles deviam ter se atentado a isso!
Nabira fica sozinha no Sítio, e recebe a visita do LOURO JOÃO, e eu gosto de como essa história conseguiu interagir com as demais histórias da temporada, como um interessante crossover de fim de ano… depois de toda essa confusão e de as crianças estarem desaparecidas, ao menos, Berloque toma uma atitude: ele sabe que o único jeito de acabar com as maldades de Mefisto e Medeia é recuperando o seu livro de magia, e Dona Benta fica toda feliz, perguntando se “ele faria isso”, mas a verdade é que JÁ PASSOU DA HORA, NÉ?! Naquela noite, na hora do espetáculo, Berloque vai sozinho até o Circo atrás de seu livro. Nabira quase vai atrás do pai, mas o Louro João diz que ela deve ficar ali, e ele mesmo acaba indo atrás do Berloque, o que é um perigo, porque Mefisto certamente se interessaria por um papagaio azul para o seu circo.
Embora ele já tenha um extraterrestre
O que mais ele pode querer?
Zumpilion é a principal atração daquela noite no espetáculo do Gran Circo Mefistofélico, mas ele está dormindo, depois de ter comido um monte, e ele é a esperança das crianças, porque sabem que ele vai colocar aquele circo abaixo quando acordar com fome. Berloque, enquanto isso, aproveita a barraca vazia do Mefisto para tentar acalmar o monstro de estátua que protege o livro e a caixinha de música, tocando uma flauta para que o monstro durma. Nabira, por sua vez, não aguenta ficar no Sítio esperando e acaba fugindo para também ir ao Circo ajudar o pai… Berloque, com a ajuda do Louro João, acaba conseguindo colocar a estátua para dormir e, assim, ele recupera o seu livro de magia, mas antes que ele possa também abrir a caixinha de música e salvar as crianças, ele é surpreendido por Mefisto e, logo em seguida, por Nabira.
Quanta ingenuidade ir até lá!
Mefisto segura Nabira e ameaça sumir com ela se Berloque não devolver o livro, e as coisas mudam um pouco quando, ao perceber que já não há mais nada segurando a caixinha e, quando eles batem nela, ela se move, as crianças conseguem derrubar a caixinha e se soltar. Com a novidade, no entanto, Mefisto tenta fugir com Nabira, e todos correm atrás da bailarina desaparecida. Berloque aproveita o seu livro de magia recuperado para salvar os animais da hipnose, e logo nós temos uma confusão generalizada no Circo… o Quindim dá uma chifrada na Medeia, o Pedrinho salva o Saci e recupera a sua carapuça, e a Cuca se revela no meio da plateia, porque já não aguenta mais o Pesadelo fazendo sucesso, então todos que estão assistindo ao espetáculo fogem assustados por causa da jacaroa… é uma confusão generalizada, o mais puro caos.
Enquanto tentam escapar, Mefisto acaba esbarrando em Medeia, derruba a maleta cheia de dinheiro que ele ia usar para ir para bem longe, e então todos os artistas do circo se voltam contra eles, porque há muito tempo que não recebem salário, enquanto o pessoal do Sítio assiste e se diverte. Quando o Zumpilion acorda, ele não precisa ser salvo por ninguém – aquela jaula não é nada para ele, e ele consegue fugir rapidinho, defender a Nabira e salvá-la do Mefisto. Para completar a ruína do Gran Circo Mefistofélico, Miloca aparece enlouquecida porque eles ainda não pagaram pelo aluguel, e estão em suas terras. Então, o próximo espetáculo está sob o comando de Miloca e Teteia, para que Medeia e Mefisto arrecadem dinheiro até que possam pagar a sua dívida, e o número deles é uma verdadeira humilhação bem-vinda.
Por fim, Berloque aparece para reaver o que é seu. Ele diz a Miloca que vai pagar a dívida, e vai levar Medeia e Mefisto embora, porque eles pertencem ao circo, e então ele estala os dedos e transforma os dois em pequenos bonecos feitos por ele mesmo. Como descobrimos, não apenas a Nabira foi feita por Berloque e ganhou vida mais tarde, mas todo o circo. Assim, ele volta a transformá-lo em uma miniatura que cabe dentro de uma mala, e o prepara para a viagem… o Circo, a tenda, o picadeiro, a arquibancada e todos os bonequinhos – todos bem guardados dentro de uma mala. EU ACHO QUE É UM DOS FINAIS DE HISTÓRIA MAIS LEGAIS DO “SÍTIO”! Emília fica com o Caçamba para guardar em sua canastrinha, como recordação, e todos os demais vão embora com o Berloque, para onde quer que ele esteja indo agora… uma história excelente!
O Circo vai deixar saudades!


Para mais postagens sobre o Sítio do Picapau Amarelo, clique aqui.
Ou visite nossa página: Cantinho de Luz


Comentários

  1. Olá, você tem os episódios do sitio? ou sabe onde posso encontrar os episódios para assistir essa serie maravilhosa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jonatas! Na verdade, eu tenho os DVDs que eu comprei há muito tempo no Mercado Livre... e tinha um canal no YouTube que tinha as duas primeiras completas e estava postando a terceira, e ele acabou caindo, o Picapau Amarelo. Mas ouvi dizer que ele vai voltar, então fique atento! Talvez ele volte a postar...

      Excluir
    2. voce faz troca de episodios?

      Excluir

Postar um comentário