Cúmplices de um Resgate – Rosa conhece as gêmeas!

 

“Quiero entregarte a tu hija, Mariana.
Y nosotros a tu hija, Silvana.”

 

CHEGOU! O MOMENTO MAIS ESPERADO E MAIS EMOCIONANTE DE “CÚMPLICES DE UM RESGATE”. Mesmo depois da troca da atriz que interpretava as gêmeas, a novela seguiu por mais aproximadamente três semanas o que era originalmente o plano da “reta final” da novela e, por isso, ganhamos cenas emocionantes e cheias de resoluções – como Rosa descobrindo finalmente que teve gêmeas e vendo as filhas juntas. Aos poucos, as peças vão se encaixando, mais pessoas vão descobrindo sobre Mariana e Silvana, e o cerco vai se fechando em volta de Regina e Geraldo, portanto o sequestro não fará mais sentido. O roteiro caminha consideravelmente graças às investigações que o Dr. Ruedas, o médico que trouxe as gêmeas ao mundo, está fazendo e, é claro, graças também a um equívoco de Regina que permite que Raúl descubra a verdade.

Há alguns dias, Mariana e Silvana voltaram cada uma para a sua própria casa. Sem saber disso, no entanto, Regina vai até o vilarejo para exigir que “elas troquem de lugar” quando Raúl pede para examinar Silvana por causa de uma lesão que ela tem no pulmão ou algo assim… por isso, Regina acaba levando Mariana para o padrinho, acreditando ser Silvana, e sem qualquer vestígio da lesão, ele sabe que aquela não pode ser a Silvana. Então, ele faz alguns “testes” com a garota, fazendo comentários a respeito da causa da morte de Orlando, por exemplo, que Mariana parece desconhecer, ou uma boneca que ele supostamente tinha dado para ela quando ela era criança. Convicto de que a menina que veio ao seu consultório naquele dia não era sua afilhada, Raúl faz comentários com Alberto e Ruedas, e as informações que ambos tinham completam o quebra-cabeças.

Alberto tinha descoberto que Regina e Geraldo eram os responsáveis pelo sequestro de Mariana… o Dr. Ruedas sabia que Geraldo foi quem roubou o bebê depois do nascimento. Então, tudo faz sentido, finalmente. Alberto percebe que o pressentimento de Rosa de que ela estava grávida de gêmeas sempre foi real, e ele sabe que eles precisam agir depressa: eles precisam denunciar Geraldo e Regina às autoridades, e precisam contar toda a história para Rosa. Então, Alberto, Raúl e o Dr. Ruedas vão juntos à delegacia para fazer uma denúncia (Geraldo foge, até porque ele já estava com o rabo preso por causa da história da pirataria, que ele conseguiu acusar Vicente, e Regina supostamente morre em um acidente, do qual ela vai retornar com uma nova identidade), que pode até não dar em nada, mas as gêmeas pelo menos estarão livres agora.

Tudo é organizado para o grande momento. Alberto reúne as crianças, porque todos precisam estar presentes no “evento” no qual Rosa vai conhecer as filhas, e nos preparamos para o momento mais aguardado de “Cúmplices de um Resgate”. Com todos presentes e com a casa arrumada para isso, Alberto diz a Rosa que ele e as crianças querem fazer uma surpresa para ela: “Quiero entregarte a tu hija, Mariana. / Y nosotros a tu hija, Silvana”. Pela primeira vez na vida, Rosa tem Mariana e Silvana à sua frente, e as duas correm para abraçá-la, enquanto Rosa não sabe nem como reagir… em completo silêncio e choque, mas emocionada e feliz, abraçando suas duas filhas em uma cena emocionante e bela. Chorando, Rosa diz que sempre soube, que sempre sentiu que eram duas bebês, e então o Dr. Ruedas e os demais explicam para ela o que aconteceu.

O Dr. Ruedas fala sobre o médico que vendeu sua outra filha a Geraldo, Silvana explica que Geraldo era seu suposto tio, Mariana explica que Regina era a mulher que a criou e Alberto diz que Regina é a mulher com quem Rosa o viu algumas vezes, ao que Raúl responde que foi a seu pedido, porque ele sabia que alguma coisa estava errada e ele queria a ajuda de Alberto para “investigar”. Aos poucos, então, Rosa vai tentando processar todas essas informações. Eles também falam sobre a banda, sobre como Geraldo e Regina obrigaram Mariana a cantar no lugar de Silvana e como não convinha ter uma solista que não cantava, porque Silvana não sabia cantar, mas ela também conta à mãe que agora consegue, e Rosa vai percebendo os momentos em que estivera, então, com Silvana e não com Mariana… todas as vezes em que ela se comportou de maneira “diferente”.

Silvana diz que isso é coisa de Mariana, que ela queria que ela a conhecesse porque não a amava, e diz que acreditava que tinha sido dada quando era bebê, mas descobriu que isso não era verdade. A cena é lindíssima, mas é levemente estragada pelo pedido de casamento de Alberto. Eu gosto do Alberto, eu acho que o amor dele e de Rosa é bonito e que eles merecem se casar e ser felizes, mas não posso deixar de pensar que AQUELE NÃO ERA O MOMENTO PARA AQUILO. Em parte, no entanto, também sei que isso tem a ver com o fato de que a novela foi estendida para mais tempo do que o originalmente previsto, e Alberto e Rosa são personagens que não continuam na trama nessa nova fase – por mais que não faça sentido. Com um salto de três semanas, pulamos direto para o casamento de Rosa e Alberto, do qual eles vão sair para uma lua-de-mel eterna…

Que vai durar até o fim da novela.

É forçado, é claro, e é puramente motivado por fatores externos ao roteiro mesmo – uma mãe como a Rosa que acabou de descobrir que teve gêmeos jamais passaria meses em uma lua-de-mel nesse momento: ela ia querer aproveitar a filha ao máximo, e elas ainda têm que estabelecer uma relação verdadeira de mãe e filha, agora que se conheceram. De todo modo, a sequência do casamento serve como despedida para Rosa, Alberto e quase todo o núcleo do vilarejo, que é completamente excluído da trama de agora em diante: Helena continua aparecendo porque vai trabalhar em um zoológico, mas suas cenas são todas sem qualquer propósito real, e Ramón vai morar com Mariana e Silvana na mansão, e se junta aos Cúmplices de um Resgate. E, agora, a novela está entrando em uma fase completamente diferente do que vimos até aqui.

 

Para mais postagens de “Cúmplices de um Resgate”, clique aqui.

Também visite nossa página: Cantinho de Luz

 

Comentários

  1. "E Ramon vai morar com Mariana e Silvana na mansão", caramba ele tbm era órfão? (No remake me lembro que a família dele chegou a aparecer e etc) 😐

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não era órfão, não haha Mas como eles excluíram totalmente o núcleo do vilarejo na extensão da novela, eles mandaram o Ramón para a cidade... Dóris e Mateus sumiram em uma viagem (a novela cheia de desculpas absurdas pra tirar os atores cujos contratos não foram renovados).

      Excluir
  2. Reparei que o figurino da Daniela como Mariana no reencontro foi usado pela Belinda na novela, tem fotos promocionais, etc. Até me admirei pq na minha cabeça (e tbm pela dublagem do Sbt) a Belinda era mais "criança" que a Daniela, mas a diferença de idade entre as duas é de apenas um ano 😅

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eu também sempre tive essa impressão! Talvez um ano faça muita diferença nessa fase de pré-adolescência/adolescência, mas sempre tive a impressão também de que a Daniela era "bem maior" que a Belinda, e também fiquei surpreso quando fui pesquisar a diferença de idade e nem era nada tão absurdo assim hahaha

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Você está pensando em parar por aqui como o final original? Ou você vai cobrir também a ''era das trevas'' da novela?

    ResponderExcluir

Postar um comentário