My Love Mix-Up! (TH, 2024) – Episode 5

Mais que amigos, mas menos que namorados.

A CORAGEM DE ATOM E UMA NOITE ROMÂNTICA CHEIA DE VAGA-LUMES! Em mais um episódio bonito e fofo da versão tailandesa de “My Love Mix-Up!”, Atom e Kongthap dão passos importantes quando vão a um acampamento desafiador com a escola, e nós somos presenteados com momentos bem conduzidos que vão construindo essa relação que se iniciou por causa de um mal-entendido, mas que o Atom quer, mais do que tudo, que o Kongthap entenda que não é mais um mal-entendido – pode ter sido, em algum momento, mas o que ele sente por Kongthap agora é real, e ele sabe que esse acampamento é a sua chance de dizer isso para ele. Para isso, então, Atom tem que descobrir a coragem que ele espera que exista dentro de si.

Várias das cenas do acampamento são divertidíssimas de se acompanhar, exatamente no estilo leve e cômico que já esperamos de “My Love Mix-Up!”. Eu dei boas risadas com o Atom subindo “destemidamente” um lado de uma escalada, por exemplo, mas travando lá em cima quando percebe o quão alto está, sem conseguir descer do outro lado – e é esse desempenho talvez vergonhoso que o coloca no “Grupo F” dos campistas, acompanhado apenas de Mudmee… e, se já não bastasse ele estar privado de coisas como uma boa refeição ou um lugar quente e seguro para passar a noite, ele também está longe de Kongthap… afinal de contas, tanto o Kongthap quanto o Half, os crushes de Atom e Mudmee, respectivamente, ficaram no “Grupo A”.

Curiosamente, essa “separação” entrega alguns dos momentos mais românticos para Atom e Kongthap… afinal de contas, Kongthap se importa o suficiente para estar pendente de Atom – e depois ele ainda tem a cara-de-pau de acreditar que “não entendeu seus sentimentos por Atom”. Aham, tá bom. Gosto da cena do Kongthap e do Half “contrabandeando” comida para o Atom e a Mudmee, mas nada supera a cena maravilhosa do Kongthap indo “resgatar” o Atom durante a noite, enquanto o Atom é obrigado a dormir do lado de fora e está morrendo de medo… o Kongthap cobrindo o Atom e o mantendo junto de si para que o responsável pelo acampamento não o veja é uma das cenas mais lindas de “My Love Mix-Up!”. A maneira como eles estão juntos, como se olham…

PERFEITO!

No dia seguinte, Atom amanhece como que com energia renovada… ele escova os dentes com um sorriso imenso no rosto, porque a noite foi mesmo perfeita. E, como eles são colocados para trabalhar em grupos no dia seguinte, ele e Mudmee resolvem que vão ser muito melhores do que foram no dia anterior – afinal de contas, eles não podem prejudicar o Kongthap e o Half. E isso realmente faz com que eles tenham um desempenho muito melhor nas atividades do acampamento, o que rende cenas muito bacanas, e uma das minhas cenas favoritas do episódio, que é quando o Atom resolve enfrentar seu medo de altura e encarar uma tirolesa bastante alta, para provar que ele consegue… eu ri um pouco mais do que devia do Atom desmaiando no meio do caminho…

Naquela noite, Atom ganha mais uma chance de mostrar a sua coragem – e ganhar a aprovação, finalmente, do supervisor. Enquanto os demais campistas “têm sua coragem testada”, o grupo formado por Atom, Mudmee, Kongthap e Half fica responsável por assustar os demais, e é uma dinâmica bacana que conduz aos melhores momentos do episódio para Atom e Kongthap, depois que tudo finalmente chega ao fim. É Kongthap quem vai “buscar” Atom para dizer que não tem mais ninguém para passar pela “floresta assombrada” naquela noite, e então os dois vão juntos tirar as maquiagens assustadoras e colocar de volta suas roupas normais, e é enquanto eles caminham quase que despretensiosamente que as coisas começam enfim a acontecer…

Kongthap pergunta a Atom “o que ele queria lhe dizer”, porque Atom dissera que ia falar algo depois que as atividades do dia tivessem chegado ao fim, e Atom percebe que aquele é o momento de ele dizer a verdade – aquela é a chance que ele estava esperando desde que eles chegaram para confessar os seus sentimentos… mas ele não tem certeza, ainda, de que tem coragem de dizer que gosta de Kongthap em voz alta. Então, ele se afasta de Kongthap e vira de costas, talvez a única maneira de colocar as palavras para fora naquele momento, e ele diz que os seus sentimentos por Kongthap são reais… quando ele enfim se vira, Kongthap se aproximou tanto que Atom se assusta, se afasta, e os dois caem rolando até um lugar mais afastado do acampamento…

Um lugar onde Kongthap é picado por uma cobra.

Parece trágico, e de fato tudo é um pouco dramático demais, mas é uma simbologia muito importante, porque com “a vida de Kongthap (talvez) correndo perigo”, Atom precisa enfim enfrentar os seus medos… e ele mostra toda a sua coragem! Ele pede que o Kongthap não se mova, porque se a cobra fosse venenosa o sangue pode se espalhar se ele ficar andando, e corre para pedir ajuda – e o meio mais rápido de chegar de volta ao acampamento é enfrentando novamente a torre alta e a tirolesa que o fez desmaiar antes… e dessa vez, por Kongthap, ele consegue fazer tudo! Esse é o momento em que, simbolicamente, Atom “atravessa o rio que era o seu medo”. E se ele teve coragem de fazer isso, então talvez ele também tenha coragem de dizer o que sente?

Felizmente, a cobra que picou Kongthap não era venenosa e tudo vai ficar bem, então quando ele e Atom voltam para o lado de fora, Atom resolve explorar um pouco mais de sua “coragem recém-aflorada”. E, aqui, GANHAMOS UMA CONFISSÃO DE SENTIMENTOS DAS MAIS LINDAS! É muito delicada e muito sensível a maneira como “My Love Mix-Up!” trata esses sentimentos, e eu achei muito bonito ouvir o Atom falando sobre isso, e ainda que ele temesse que “fosse tarde demais”, porque talvez Kongthap não tivesse mais nenhuma razão para acreditar nele, depois do mal-entendido inicial, existe também esperança em Atom… uma esperança que Kongthap percebe e acolhe com muita sinceridade, mesmo que de alguma maneira ele ainda não tenha entendido tudo…

Kongthap nunca “gostou” de ninguém, ele não sabe como é esse sentimento, mas ele o está descobrindo a cada momento com Atom… na maneira como seu coração dispara quando Atom deita no seu ombro no ônibus ou como ele olha para Atom sob o cobertor enquanto o esconde no dormitório. E, naquele momento, ele lembra Atom sobre como pediu um tempo para poder “pensar em uma resposta”, mas ele chegou à conclusão de que pensar sozinho não vai lhe fazer chegar a nenhuma conclusão – então, ele vai precisar da ajuda de Atom, e por isso ele “o chama para sair”. Nas palavras de Kongthap, como “mais do que um amigo, mas menos do que um namorado”. Por ora, é o suficiente para Atom, e é lindo ver seu rosto se iluminar com o convite de Kongthap.

E os famosos vaga-lumes da “noite romântica” do acampamento surgem…

Como se selassem esse romance. Eles já estão apaixonados.

 

Para mais postagens de “My Love Mix-Up! TH”, clique aqui.

 

Comentários